sábado, 22 de outubro de 2011

TIPO DE MUSICAS CANTADAS EM RODA DE CAPOEIRA

A LADAINHA: é um ritmo lento, sofrido,dolente, é como uma reza. As ladainhas, exclusivas o jogo de Angola, são cantadas antes do inicio do jogo. A ladainha é cantada apenas por um solista acompanhado de berimbaus e pandeiros. Normalmente o solista faz uma louvação aos mestres, às suas origens,à cidade em que nasceu, pode ainda fazer referências a fatos históricos, lendas ou algum outro elemento  cultural que diga respeito à roda de capoeira. As ladainhas terminam com uma chamada ao coro que pode ser: iêê viva meu mestre...; iêê volta ao mundo...; iêê aruandê...; iêê a capoeira...; iêê vamos simbora...; dentre muitas outras. Esse momento do canto é conhecido como louvação ou salva.

O CORRIDO: é a cantiga que se segue depois da ladainha e é a senha para o inicio do jogo na roda de capoeira. São versos simples interpretados pelo solista e em seguida pelo coro com jogo de pergunta e resposta . Um os versos pode ser alterado de improviso pelo solista. O corrido é cantado de acordo com o ritmo do jogo, seja lento ou rápido. O ritmo do jogo é determinado pelo toque do berimbau que são na Capoeira Angola: toque de Angola; São Bento Pequeno e São Bento Grande de Angola.

A QUADRA: a quadra pouco de distingue dos corridos, por muitas vezes são consideradas as mesmas cantigas. Entretanto há algumas cantigas onde os quatro versos são repetidos fielmente pelo coro e nesse momento o solista tem a oportunidade de improvisar o toque berimbau.

A CHULA: a chula na capoeira regional são cantigas mais extensas que relatam algum fato acontecido ou conta histórias do passado. A chula difere da ladainha por ser cantada durante o jogo e também pela presença do refrão que é repetido pelo coro entre uma estrofe e outra. A chula é mais comum nas rodas de capoeira regional ou contemporânea e no samba de roda. Alguns mestres de capoeira angola de salvador (BA) chamam de chula o que outros chamam de corrido.



Retirado de ''O canto na Capoeira: processo ensino aprendizado.

Um comentário: